en
voltar

Notícias

A importância do design de embalagens e como isso afeta o consumidor.

22.01.2021

O design de embalagens existe para traduzir o posicionamento da marca, seus valores, missão e características em formas gráficas. O resultado é utilizado na criação de artes para campanhas na internet, banners e lojas virtuais, mas, principalmente, para diferenciar a empresa e ganhar a preferência do consumidor nos pontos de vendas. 

Você já deve ter ouvido alguém falar que a primeira impressão é a que fica, certo? Isso também vale para o consumidor ao entrar em contato com uma marca, muitas vezes, em um ambiente físico, como uma loja ou supermercado.  

Por esse motivo, uma boa apresentação do produto se torna essencial. Mas é importante ressaltar que existe todo um trabalho de branding por trás que também influencia a decisão do consumidor. 

Neste artigo explicamos a você a relação entre a gestão da marca e o design de embalagens, como essa combinação afeta o consumidor e a sua percepção da empresa ou produto. Vamos lá? 

Relação entre branding e design de embalagens 

Em um mercado cada vez mais competitivo como o de hoje, tanto no ambiente digital quanto em lojas físicas, uma forma de se destacar é apostar na diferenciação do design. O layout, com seus desenhos, cores e formatos, é o que mais chama atenção em uma embalagem, concorda?. Mas sua criação vai muito além disso, afinal, a “roupa” do produto deve estar relacionada com sua marca. 

O branding é o conceito que reúne diversas práticas para construir, valorizar e gerenciar uma marca. A definição de persona (perfil do consumidor ideal) é um dos aspectos considerados para fazer todo o trabalho de comunicação e campanhas de marketing, pensando no posicionamento do produto e em seu público-alvo. 

Quando pensamos em design de embalagens, mais especificamente, o branding utiliza o conceito de identidade visual, ou seja o conjunto de normas para utilização dos diversos elementos de uma marca, como o logo, cores e fontes, bem como proibições para evitar semelhanças com seus concorrentes e falhas de comunicação de valor. 

A embalagem, muitas vezes, representa o primeiro contato do consumidor com a empresa e, por isso, precisa chamar a sua atenção. Ela precisa passar os valores, a missão, o posicionamento e

as características da marca por meio dos diversos elementos no rótulo do produto. Quanto mais ela conseguir “conversar” e se relacionar com o cliente, mais eficiente será. Entenda como fazer isso nos tópicos a seguir. 

Photo by Tristan Colangelo on Unsplash

Aspectos que aproximam o cliente de um produto 

Os profissionais responsáveis pelo design de uma embalagem precisam pensar em diversos assuntos relacionados ao mercado, à empresa e seus consumidores. Entenda melhor alguns desses aspectos para conquistar mais clientes. 

Personalidade do público-alvo 

A marca precisa conhecer a sua persona. Essa é uma das primeiras etapas no trabalho de branding e ajuda muito no relacionamento com o consumidor. O layout pode conter imagens, fotos ou textos para criar uma identificação com o cliente, refletindo o seu estilo de vida e, portanto, ganhando a sua preferência. O design precisa estar de acordo com a estratégia da empresa. Se for um produto de luxo, por exemplo, esse direcionamento precisa ser “sentido” na embalagem, assim, cores como o preto e roxo serão mais compatíveis do que o rosa ou amarelo. 

Escolha correta dos materiais 

A embalagem precisa passar confiança para o consumidor, e o material utilizado também afeta a sua decisão em realizar ou não a compra. Portanto, a proteção e conservação do produto, em seus diversos aspectos, é um ponto importante a considerar, além da inovação com proposição de benefícios extras, como facilidade de abertura e aspectos de sustentabilidade. 

Diferenciação de marca 

A embalagem precisa ter destaque em relação aos seus concorrentes, portanto é importante fazer um benchmarking, identificar pontos nos quais as demais empresas não estão conseguindo satisfazer as necessidades do cliente e traduzir isso em elementos gráficos, textuais e forma física. As informações legais, benefícios do produto e advertências também são importantes. Isso facilitará a comercialização no ponto de venda e diferenciação no mercado. 

Logística 

A facilidade no condicionamento e movimentação do produto é uma função básica e, portanto, é preciso considerá-la ao se trabalhar em um design de embalagem. O produto deve ser fácil de transportar e armazenar, confortável e prático. 

Conexão entre embalagem e produto

A habilidade do design da embalagem de “contar uma história”, ou seja, de mostrar a utilidade e as características do item, pode criar uma afeição no cliente e ajudar em uma decisão de compra positiva. Portanto, utilizar cores, imagens e formato em um material que faça alusão ao produto, pode criar essa conexão. 

Beleza do layout 

Você já deve ter notado a importância deste fator para aproximar o cliente da marca, mas vale criar um tópico para o assunto. Uma embalagem bonita, com elementos gráficos de alta resolução, faz com que o consumidor tenha prazer em interagir com ela. Isso é especialmente importante em mercados altamente competitivos, nos quais os produtos, muito semelhantes, atendem uma necessidade básica facilmente e, portanto, precisam se destacar nas lojas. 

Percepção do cliente 

Um estudo publicado na Journal of Consumer Psychology mostrou, por meio de testes comportamentais e experiências de compras, que os consumidores participantes reagiram mais rápido a uma embalagem com design estético mais elaborado, indicando um sentimento de atração por ela.  

Além disso, rótulos com um aspecto mais rico foram associados com uma sensação maior de prazer, independentemente do preço mais caro e de sua concorrência com marcas conhecidas no mercado. Isso sugere uma maior percepção de recompensa, ou seja, valor sentido pelo cliente. 

Você já escutou alguma vez alguém falar que o produto “se vende sozinho”? O principal fator por trás dessa afirmação é o layout da embalagem. O design deve chamar atenção para se destacar em meio a tantos outros produtos nas prateleiras de um supermercado, loja, lanchonete, farmácia ou qualquer outro tipo de estabelecimento onde pode ser colocado à venda. 

Como lhe explicamos ao longo do artigo, os rótulos precisam comunicar a essência do produto, mas também o posicionamento da marca, por isso, sua gestão é muito importante nesse processo.  

O design de embalagens pode trabalhar cores, brilho, forma e textura para criar uma diferenciação no mercado e chamar a atenção do cliente, criando nele uma relação de afeição. Porém, é preciso ter cuidado para que não haja um contraste muito grande com as artes anteriormente criadas, mantendo, assim, um padrão. Afinal de contas, essa é justamente a razão de existir um trabalho de branding e construção de identidade visual. 

Gostou deste artigo e quer saber mais sobre design, comunicação e marketing? Curta a nossa página no Facebook!

voltar